quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Iniciando a história... "O nome do vento"

Dica da Malu: O Nome do Vento: A Crônica do Matador do Rei – Dia Um

Autor: Patrick Rothfuss
Editora: Arqueiro
Páginas: 656
Ano: 2009
Escolhi este livro para ser a primeira resenha do blog pelo fato de sua leitura ter sido uma agradável surpresa para mim. Escrito por Patrick Rothfuss e lançado no Brasil em 2009 pela editora Arqueiro, “O nome do vento” é um livro ainda pouco conhecido no país e, por isso, demorei a dar uma chance para ele. Algo que, com certeza, me arrependo.
Sempre me interessei pelos livros de fantasia, sendo Harry Potter a minha série favorita. No entanto, “O nome do vento” é diferente de qualquer outro livro deste gênero que já li. Primeiro da trilogia “A crônica do Matador de Reis”, este livro acompanha Kvothe, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de Kote, o dono da hospedaria Marco do Percurso. Quando um Cronista aparece na hospedaria procurando pelo protagonista de diversas histórias lendárias que havia escutado, Kote decide contar sua história: a infância com seus pais em uma trupe, o assassinato de sua família e dos demais membros da trupe por um grupo conhecido como Chandrianos, os anos em que sobreviveu na rua após a perda dos pais e, até mesmo, sua experiência na Universidade.
A medida que a história de Kote vai sendo contada, é possível perceber um personagem complexo e fascinante, que ao mesmo tempo que é o herói, corajoso e inteligente, é também impulsivo, vingativo e, às vezes, imprudente. Ter um personagem central tão envolvente, que em alguns momentos se comporta como um herói e, em outros, toma atitudes bastante questionáveis, é um dos fatores que tornam essa história diferente de outras que já li. Além disso, o universo que o autor apresenta nesta obra é descrito de uma maneira rica, que busca trazendo elementos que a tornem a história mais palpável ao leitor. Os lugares descritos se assemelham a histórias passadas na Idade Média, a magia apresentada se torna muito mais lógica ao ser explicada por meio de reações químicas, e os personagens são complexos e ricos. Isso faz com que, durante a leitura, aquele universo descrito se torne mais real, embora ainda seja uma fantasia.
Outro aspecto positivo é que a leitura flui de uma maneira gostosa. Ao contrário de alguns livros de fantasia que, por serem muito descritivos, acabam se tornando um pouco monótonos, Patrick Rothfuss procura em “O nome do vento” fornecer apenas as informações que os leitores precisam para compreender a história e aquele universo. Desta maneira, o leitor tem uma liberdade maior para poder imaginar os lugares descritos e os personagens apresentados, o que torna a leitura muito mais interessante e dinâmica.
Assim, só me resta dizer que este livro me conquistou a cada página e mal posso esperar para ler suas continuações*. Espero que gostem da dica e possam se admirar com esta história fantástica tanto quanto eu. Boa leitura!

*O segundo livro já foi lançado no Brasil, em 2011, com o nome “O temor do sábio: A crônica do Matador do Rei – Dia Dois”, também publicado pela editora Arqueiro. Em breve, dica da Malu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal