sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

[Das páginas para o cinema] As vantagens de ser invisível

Livro: As vantagens de ser invisível (Original: The perks of being a wallflower)
Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco
Ano: 2007
Paginas: 223
Filme: As vantagens de ser invisível (Original: The perks of being a wallflower)
Direção: Stephen Chbosky
Elenco: Logan Lerman, Emma Watson, Ezra Miller
Ano: 2012 / Duração: 103 min
Nacionalidade: EUA
Sexta-feira chegou e com ela o esperado final de semana. Para quem quer aproveitar esses dias para ler ou ver um bom filme, pensei em trazer uma dica dupla: um filme e o livro que o inspirou.
Para hoje, escolhi “As vantagens de ser invisível”, escrito por Stephen Chbosky, que também roteirizou e dirigiu o filme homônimo. A história acompanha Charlie, um jovem solitário que está com dificuldade para lidar com alguns traumas, em especial, o suicídio de seu único amigo e a morte da tia em um acidente. Ao começar o Ensino Médio, Charlie sente-se isolado na escola, sem conseguir fazer novos amigos. Isso muda ao conhecer Patrick e sua meia-irmã, Sam. Com eles, Charlie vai viver novas experiências, enquanto se apoiam e aprendem a lidar com seus próprios dramas.
O filme é bastante favorecido pela escolha do elenco, em especial o trio de protagonistas. Logan Lerman (da série Percy Jackson) vive o introspectivo protagonista Charlie, enquanto Ezra Miller (do filme Precisamos falar sobre Kevin) dá vida ao irreverente Patrick. Já a jovem Sam é vivida por Emma Watson (a Hermione da série Harry Potter). Este trio de atores conseguiu trazer para o filme toda a delicadeza e complexidade de seus personagens, fazendo as pessoas se encantarem com a bela amizade que surge entre eles, mas também se sensibilize com as dúvidas e as angústias que enfrentam. Outro aspecto que favorece o filme é o fato de ter sido roteirizado e dirigido pelo próprio autor do livro, o que faz com que o filme consiga transmitir toda a sensibilidade da história.
Deste modo, tanto o filme quanto o livro trazem uma história que encanta, diverte e, ao mesmo tempo comove, retratando com sensibilidade temas difíceis e complexos. A leitura é simples e dinâmica, e o fato de ter sido escrito em forma de cartas, facilita para o leitor se aproximar do protagonista e compreendê-lo melhor. Já o filme, preserva a simplicidade e delicadeza da trama, bem como o carisma dos personagens, sendo beneficiado, ainda, por uma bela trilha sonora, que inclui clássicos do rock das décadas de 70, 80 e 90. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal